Dicas para expandir sua criatividade

Quando você ouve a palavra criatividade, qual a primeira imagem que vem à sua mente?

A criatividade remete ao colorido, ao artístico, ao “diferente”. Mas é bem mais que isso. Ela está em todos os lugares, pois é a base para a inovação, independentemente do setor em que é expressada.

É da criatividade que surgem as ideias que revolucionam setores como a tecnologia, a medicina, a ciência.

É um jeito novo de ver uma situação velha. É maneira maluca de se tentar algo que nunca foi feito. É a inspiração combinada com a ação em sua manifestação mais plena.

Você é capaz de sentir a criatividade fluindo pelo seu corpo?

Já nascemos assim

Todos nós – sim, eu disse TODOS NÓS – somos criativos. É uma qualidade inerente ao ser humano, mesmo que você tenha dificuldades de enxergar isso nesse momento.

Tente se lembrar de algum momento da sua infância em que você conseguiu resolver uma situação difícil (mesmo que seja no momento de uma brincadeira) tentando algo que nunca havia feito antes. Isso é a criatividade se expressando!

Se você tem filhos, tente perceber como o eles “se viram” nas mais corriqueiras situações do dia a dia. Isso também é criatividade! As crianças a expressam todos os dias de maneira despreocupada, porque é algo natural para elas.

Ao observar uma criança brincando, principalmente se ela estiver brincando sozinha, você é capaz de ver a criatividade em sua expressão mais pura. Quantas histórias incríveis, bem elaboradas, repletas de detalhes, cores, sabores e sensações…

E as perguntas? Tudo é novidade para uma criança e, por isso, elas QUESTIONAM. Perguntam tudo e mais um pouco com a finalidade de COMPREENDER o que aquilo significa e como aquilo impacta suas vidas.

O que acontece é que com o passar do tempo e ao assumir as obrigações da vida adulta no dia a dia, nós vamos perdendo aquela espontaneidade característica das crianças. Paramos de questionar e aceitamos “verdades” que nada nos acrescenta.

Em nossa vida adulta, chegamos a um ponto em que o “diferente” e o inusitado é visto como esquisito ou inadequado. E, assim, vamos abafando nossas expressões criativas e seguindo um conceito de normalidade que causa mais frustrações do que alegrias.

Mas a criatividade não se perde. Ela está aí, dentro de você, esperando para ser invocada novamente.

Um novo olhar sobre a criatividade

Pensar fora da caixa não é uma tarefa fácil depois que você se condiciona a seguir e deixa de escolher o seu próprio caminho ou modo de viver sua vida. No entanto, sair da zona de conforto é necessário para resgatar a criatividade de dentro de você e dar espaço ao novo.

A criatividade, hoje, é um fator determinante na obtenção de sucesso no mercado de trabalho, por exemplo.

Essa afirmação é tão verdadeira que, se você observar a tendência mundial do ensino nas escolas, verá que cada vez mais o aluno está sendo estimulado a ter autonomia nas suas decisões.

A escola dá ao aluno todos os recursos para que ELE MESMO consiga aprender o conteúdo praticando-o.

O professor não é mais o sabe-tudo. Ele, agora, é um orientador que indica o caminho ao aluno, mas este último é que dá cada passo na direção que ele mesmo escolheu. Isso é liberdade e poder!

Portanto, a nova geração de adultos já chegará preparada para fazer do mundo um lugar mais criativo e inovador. As maravilhas que resultarão desse novo modo de ensinar vão mudar todo o cenário mundial que conhecemos hoje.

Ainda há esperança para nós

Que boa notícia! Ainda há esperança para nós, adultos.

Certas atitudes podem nos ajudar a trazer a criatividade à tona novamente e lançar um novo olhar sob a boa e velha rotina.

Vejam só o que podemos fazer para darmos espaço para que nossa criatividade se possa se expressar novamente:

1- Mude o foco.

Ser criativo não quer dizer que você precisa ter boas ideias todos os dias. Ninguém é tomado pela inspiração 24 horas por dia, 7 dias por semana. Isso é irreal!

Se você está se sentindo sem inspiração nesse momento, pare tudo e dê um tempo a você mesmo. Mude o foco e faça algo totalmente diferente.

Albert Einstein, o famoso físico teórico alemão, quando não conseguia resolver uma equação ou provar alguma de suas teorias, largava tudo e se rendia às atividades do dia a dia, aquelas que a gente faz de maneira automática mesmo sem perceber.

É muito comum ouvir histórias que grandes escritores, ao se depararem com a falta de inspiração, ariavam panelas de alumínio ou algo do gênero.

Largue tudo o que está fazendo e vá dar uma volta no quarteirão, conversar com o porteiro do prédio, enfim, mude o cenário ou coisa que o valha.

Você poderá se surpreender quando voltar ao que estava fazendo e a inspiração surgir do nada!

2- Ande sempre com papel e caneta

A criatividade não aparece com hora marcada. Você pode estar andando na rua e, do nada, ter aquele insight que esperou a semana inteira! Por isso, ter em papel e caneta em mãos é indispensável para que você não perca o timing.

Às vezes uma palavra que você ouve na rua, uma música no trânsito ou um lugar por onde você passe podem representar o gatilho de uma nova ideia.

Fique ligado!

3- Sonhe!

Sim, tenha sonhos! Se preciso, resgate seus sonhos da juventude. Analise o porquê de você tê-los deixado de lado.

Não é nem pelo sonho em si, mas pela sensação que ele causa em nós. Sonhar nos dá ânimo e esperança, sentimentos que nos movem e nos ajudam a passar pelas situações mais difíceis.

E, o mais importante, estimule seus filhos a terem sonhos também! Sonhe junto com eles e cultivem juntos esses sentimentos bons, pois eles mantêm o caminho aberto para que a criatividade flua livremente e de forma espontânea.

A criatividade traz benefícios em todos os setores da vida dos seres humanos. Reacenda essa chama dentro de você. Você só tem a ganhar.

Texto publicado aqui.

Posts recentes

Comentários

    Arquivos

    Categorias

    Meta

    Certificação em produção de conteúdo para web

    Be First to Comment

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *